Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017
 

.: Notícia

Valorosas Guerreiras

Valorosas Guerreiras - Homenagem: Dia Internacional da Mulher (Oito de março)

As muitas opções da atualidade despertaram a curiosidade e aguçaram um sentimento de necessidades, com relação às inovações que rapidamente passaram a fazer parte da vida do ser humano.
Em paralelo, o significativo crescimento da população colaborou para aumentar a oferta dos mais variados tipos de bens, que acarretaram mais gastos, mais despesas.
Atraídos pela sedução de muitos desses apelos, tornou-se muitas vezes inevitável, os escorregões, tropeços e quedas no desequilíbrio orçamentário, que apenas um dos cônjuges não conseguiria suportar.
E aí lembramos da mulher, que de forma gradativa e marcante adentrou o mercado de trabalho. Passou a exercer profissões antes tidas como exclusivamente masculinas e ofereceu, além da mão de obra, suas inúmeras qualidades femininas. Lembramos dessa mulher que, além de muitas responsabilidades, incorporou também as financeiras.
De forma solitária ou em parceria conjugal, o auxílio feminino não foi e não é menosprezado. Pode ser encontrado na quitação do imóvel, nas parcelas do veículo, na mensalidade do colégio dos filhos e em muitos outros compromissos... Seja por livre e espontânea vontade ou por força das circunstâncias, assume totalmente as despesas ou colabora na manutenção do lar.

E aí está a mulher. A esposa, a mãe, a companheira, acumulando tarefas de casa, do trabalho externo, do cuidar dos filhos, desdobrando-se também em muitas outras situações em que sua determinação e coragem sejam necessárias.
Mas, apesar de tudo, de tantos méritos e reconhecimentos, essa mesma mulher ainda se depara com muitas e difíceis situações. Vez ou outra ainda esbarra em algum tipo de preconceito. Em algumas oportunidades ainda é preterida ou rejeitada e, não raras vezes, ouve-se algum tipo de reprovação ou comentário, motivado por peculiaridades e outras situações nas quais esteja inserida.

Mas não importam ainda os rótulos, nem o que podem dizer ou pensar. O que importa sim é a sua capacidade de superação, de reação, ampliando constantemente seu espaço e valorizando gradativamente suas conquistas. E a sua conquista maior é a do contexto humano, que, como tal, não se pode prescindir ou deter, pois faz parte da abertura e do crescimento das oportunidades do ser, do ser humano. Devemos, portanto, parabenizá-la, pela quebra de tabus e pelo romper de barreiras. Seja na carreira política ou como policial, seja como motorista profissional ou no âmbito desportivo, e em muitas outras áreas, observa-se, cada vez mais, a presença e a colaboração feminina.
Sabemos não serem poucas, as mulheres famosas e vitoriosas que a História registrou e se incumbirá de lembrar. Mas cabe aqui o reconhecimento à grande maioria delas, que, no anonimato de suas existências, fizeram, fazem e ainda farão, de suas vidas a sua própria história.

Geraldo Vieira de Magalhães
Psicólogo - CRP 08/06392
Tels.: (41) 3223-9101 - 9141-3141
gvm.vieira@terra.com.br
<<< Voltar